Mãe Maria – “Verdade”

Amados Filhos,

Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.

Este é o momento de trazer à tona a vossa verdade.

Sem ela não podereis encontrar a vossa paz, a paz tão necessária para a continuidade da vossa evolução, da evolução de vosso planeta e de todas as formas de vida.

Sem reconquistar a vossa paz, pelo mergulho profundo em vosso coração, onde estão armazenados os laços de vossas existências, não há como concretizardes a vossa missão neste tempo tão importante onde a transição do limite para o ilimitado se faz presente, e pode ser conquistada por todos os Filhos da Terra.

O limite vos mantém em uma camisa de força onde não há espaço para a reflexão, e sem reflexão as escolhas não refletem  necessariamente a vontade centrada em vossos corações.

Atentai amados, para refletir sobre vosso dia a dia. O que ele vos traz?

É triste constatar que ele vos traz mais decepções do que conquistas, mais tristezas do que alegrias, mais escassez do que abundância e mais dor, a dor que se reflete no desequilíbrio de vossos corpos revelando o que vivenciais como doenças.

As doenças são o resultado de vossos equívocos por não enxergardes a verdade do que sois.

O que sois, amados, quem sois.

Afirmais, sempre, que sois seres ilimitados, livres, coesos com a luz do Pai Altíssimo.

Porém, se sois coesos com o Pai Altíssimo porque sofreis, porque vos deparais com limites em todas as áreas de vossas vidas, porque não sois plenos e felizes?

É tempo de corrigir vossa rota, amados, é tempo de vos entregar ao imponderável, é tempo de reconhecerdes os limites que criastes, ao longo de vossas existências, é tempo de perceber quanto estais separados daquele que chamais vosso Pai. É tempo de encarar a verdade.

Não há como prever vosso futuro se não vos entregardes ao vosso presente com responsabilidade e coragem, para enfrentar vossos equívocos ao longo de vossas vidas.

No mundo que escolhestes para evoluir inexiste certeza enquanto não ultrapassardes o limite imposto por vós mesmos ao vosso incomensurável poder, vosso poder ilimitado de tudo ser e de tudo ter.

Todavia, para chegar a este ponto de vossa evolução é preciso buscar resgatar a verdade do que sois, é preciso compreender a divindade que habita em vós, e que precisa ser acessada, para que o todo seja reconhecido e, ao reconhecerdes o todos percebereis que sois parte do todo, que sois parte dessa imensa engrenagem onde  cada um é um mas também é o todo.

Amados, é tempo de vos desvencilhardes dos limites pela luz que vos é ofertada por vosso coração.

Sim, vosso coração é, sente, sabe, reconhece o que sois em plenitude e só ele pode vos mostrar o caminho para a manifestação dessa plenitude, onde o todo está a vossa disposição sempre, a cada passo e a cada momento de vossa trajetória pelos caminhos  da busca da vossa divindade.

Lembrai-vos, pois, que aí estais para voltar a ser só amor, só amor, o amor que nunca contrai nem retrai, o amor que só expande hoje e sempre, o amor do Criador contido em cada partícula viva, o amor que reunificado pela escolha de seus filhos faz retornar à unidade que expressa, em sua plenitude, a grandeza da Criação.

Bem amados, que possais compreender a urgência deste momentum que vivenciais em vossa Mãe Terra, e que possais cumprir o vosso propósito pela manifestação plena  da luz que sois.

Bem amados, Eu vos deixo agora derramando sobre todos vos as minhas bênçãos e envolvendo a todos no meu manto de proteção porque Eu Sou Maria, Vossa Mãe.

Canal: Jane Ribeiro

Deixe uma resposta