As Mulheres da Nova Era

Algumas mulheres, já suficientemente conscientes para desistirem da sua identidade de vítima a nível pessoal, continuam a agarrar-se a uma identidade de vítima coletiva: “o que os homens fizeram às mulheres”. Elas têm – mas também não têm – razão. Têm razão atendendo a que o corpo de dor feminino é em grande parte devido à violência masculina, exercida sobre as mulheres, e à repressão do princípio feminino em todo o planeta ao longo de milénios. Não têm razão se forem buscar a sua sensação de identidade a esse facto e ficarem assim presas de uma identidade de vítima coletiva.

Se uma mulher ainda se agarrar à ira, ao ressentimento, ou à condenação, estará a agarrar-se ao seu corpo de dor. O que lhe poderá dar uma reconfortante sensação de identidade, de solidariedade para com as outras mulheres, mas que a manterá escrava do passado e lhe bloqueará o pleno acesso à sua essência e verdadeiro poder. Se as mulheres se isolarem a si próprias dos homens, criarão uma sensação de separação e por conseguinte um fortalecimento do ego. E quanto mais forte for o seu ego, mais distante você, mulher, estará da sua verdadeira natureza.

Eckhart Tolle (O Poder do Agora)

Deixe uma resposta